Histórico e pesquisas sobre prata coloidal

Em 1910, o Dr. Henry Crooks, pioneiro da Química descrevia : "Certos metais, quando no estado coloidal, têm uma ação altamente germicida, mas são inócuos ao homem … podem ser aplicados em forma mais concentrada e com resultados melhores … tuberculose bronquial, Stafilococcus pyogenes, vários Streptococcus e outros organismos patogênicos são destruídos em três ou quatro minutos; de fato, não existe micróbio que não tenha sido morto pelos colóides em experiências de laboratório, em seis minutos e a concentração do colóide não supera vinte e cinco partes por milhão …".

Em 1919, Alfred Searle, o fundador do conglomerado farmacêutico de mesmo nome, escreveu em seu livro: "O USO DOS COLÓIDES NA SAÚDE E NA DOENÇA", que: "A aplicação de Prata coloidal em seres humanos, em grande número de casos, tem apresentado resultados positivos surpreendentes. Para uso interno, oral ou hipodérmico, tem a vantagem de ser rapidamente fatal aos parasitas sem qualquer ação tóxica na pessoa. Ela é quase estável".